Amy calará o sensacionalismo

Muito gente, como eu, deve conhecer duas ou três músicas da cantora Amy Winehouse, cantarolam seus principais hits e assistiram duas ou três vezes o seu DVD, o suficiente para ter pensado, no último dia 23, “porra, que bosta ela ter morrido” ou “porque eu não fui ao show dela? agora já era”.

É… já era. O mais intrigante nessa história é observar que não ouvi Amy tanto quanto ouvi notícias suas. Amy bebendo, se drogando. Amy doidona no palco. Amy não causou. Amy não aguentou cantar…

E Amy morre.

Um circo se arma. Daí vem apresentadora usando peruca, programas de televisão discutindo a droga na juventude, oferendas de pomba gira na frente do seu prédio, teorias da conspiração sobre o clube dos 27, Amy evocada na mesa redonda de programas televisivos, piadas batidas (Amy não foi pra rehab), piadas cretinas, humoristas no velório, boicotes no facebook, moralismo, zombaria etc etc etc.

Esse barulho todo sobre sua vida inquieta, que por vezes quer e consegue ofuscar o seu legado, deve durar mais alguns meses. E não acho que Amy não deva ser lembrada, pelo contrário, espero muito ouvir a sua voz por aí.

Creber

Anúncios

Sobre waissfoüderes

A equipe "waissfouderes" é formada por Creber, Drica, Falácia, Felícia e Psicotropical. Por enquanto... Siga o nosso twitter: @waissfouder
Esse post foi publicado em sifú e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s