Waissfoüder (em uma de suas múltiplas aplicações)

Achou ruim? Waissfoüder! Não temos ilustradores ainda. Se habilita?

Rodoviária do Tietê. Não há nada melhor do que chegar a São Paulo em véspera de feriado. Rever a família, os amigos, respirar o ar poluído mais gostoso de todo o universo e curtir a preguiça de uma cidade que nunca dorme.

Mas é véspera de dia de descanso! Eu sabia! Então enfrentar a rodoviária lotada foi mole. Isso eu antevia. Mas o metrô parado? Ah…  Tudo bem que ele para sempre, mas justo no dia em que volto à cidade depois de meses? É… Neste momento tive a impressão de que um dia waissfoüder estava começando!

Tentei atravessar o saguão no meio do mar de gente que saía da rodoviária e se misturava ao outro bocado que descia a escada rolante que vinha do metrô. Nem sei como cheguei até a rua. Tive a impressionante sensação de caminhar sem por os pés no chão. Pena que quando isso acontece, a gente perde um pouco o poder de decisão. Vai para onde te levam. E se não for exatamente para onde você precisa ir? Ah, problema seu. Bem… Essa sincronia entre o meu desejo e o fluxo demorou um tempinho para acontecer. Mas com perseverança: foi!

Fui para um ponto de ônibus e aí surgiu outra questão: havia me esquecido que os intervalos habituais entre as linhas de ônibus que a gente vê em sites ou naquelas placas nos pontos são de brincadeirinha. Nada que você deva levar a sério.   E com um problema no metrô…  Ah… Por que eu não trouxe o colchão? Era o que pensava nas longas 2h30 em que fiquei ali sentada sobre a mala. E se olhar para a paisagem tivesse sido a única coisa a fazer nesse meu ócio forçado… Que nada!

Para começar, presencio um ataque brutal de um cara irritado a um telefone público. Coitado do telefone! Era esmurrado gratuitamente enquanto o homem vociferava uns cem palavrões por minuto ao seu interlocutor (que pelo teor da gritaria parecia ser uma interlocutora). Que cena!

E vi um homem brigar com outro, roubar uma faca de uma barraquinha de cachorro quente e sair correndo atrás dele até ser dominado por populares e ser entregue a um guarda que passava pelo local. Essa me deu pânico.

Parece mentira, né? Mas garanto, amigos! Não tenho vocação para pesca. As histórias são verídicas. E quanta atividade para duas horas e meia!

O ônibus chegou, enfim. E eu respirei aliviada. Dica: nunca subestimem a capacidade de um dia waissfoüder. Ele sempre pode te surpreender.

Quando achei que estava salva, um senhor entra no ônibus e começa a discutir com o motorista. Disse que o cara era grosso, que ele era idoso, que ele ia enquadrá-lo por desrespeito ao estatuto. Meu, que medo quando o motorista parou o ônibus no meio da rua e respondeu que ele não era cachorro não. Estava tão inflamado que pensei que ele bateria no velhinho.

Naquela hora deu vontade de encarnar um Kiko, o personagem bochechudo do Chaves, e gritar “Calem-se, calem-se… Vocês me deixam louca!” Hoje, alguns anos depois, mandaria um waissfoüder.  Cairia bem melhor! É prazeroso, além de terapêutico.

Drica

Anúncios

Sobre waissfoüderes

A equipe "waissfouderes" é formada por Creber, Drica, Falácia, Felícia e Psicotropical. Por enquanto... Siga o nosso twitter: @waissfouder
Esse post foi publicado em eusomefoüder e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Waissfoüder (em uma de suas múltiplas aplicações)

  1. Mari disse:

    A-D-O-R-E-I o neologismo!!!!! E o mais importante é que ele se encaixa perfeitamente em diversos momentos da vida de qualquer simples mortal….
    A Vânia (diretora da Biblioteca…vc sabe qual) por exemplo…. merecia ouvi-lo todos os dias durante 24h ininterruptas por exemplo….
    Tá aí…quem sabe não é isso que está faltando na vida dela…rsrsrsrs

    Beijão Drica e parabéns pelo texto!!!!

    • Drica Waissfoüder disse:

      Poxa!!! Obrigadíssima pela visita e pelo seu comentário dona Mari!
      Não é mesmo? Há momentos dessa vida em que um waissfoüder desce mais que redondo, é a opção número um e não tem comparação… Vc precisa dele para continuar caminhando persistente e contente! hauhauhauhau
      Bjãoooooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s